Category

Projetos Umanizzare

Category

O projeto está em sua 20ª Edição e conquista cada vez mais internos, por oferecer remição de pena e acesso à cultura e à educação.

Vinte e seis reeducandos do Centro de Detenção Provisória de Manaus (CDPM) foram avaliados, durante esta semana, pelo projeto Remição pela Leitura – por meio de provas de interpretação (oral) e da elaboração de uma resenha crítica da obra lida.

Em sua 20ª Edição para os reeducandos da Unidade, o projeto tem como objetivo estimular o empoderamento, desenvolver as potencialidades de crescimento pessoal e intelectual na reinserção social, minimizando pensamentos de negatividade gerada pela situação de cárcere.

O projeto é realizado pela Umanizzare Gestão Prisional, empresa que faz cogestão de cinco presídios da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Além de reduzir a pena dos aprovados, o projeto tem sido fundamental para a mudança de comportamento dos reeducandos.

Os livros escolhidos para a execução do projeto são constituídos de conteúdos voltados para as áreas de superação pessoal, laços familiares, romance, ficção e literatura brasileira.

As provas serão realizadas na sala do Núcleo de Aprendizagem Profissional (NAP) e terá a cooperação dos profissionais da área técnica da empresa para compor a banca de avaliação.

De acordo com a gerente técnica da Umanizzare, Sheryde Karoline, o objetivo da avaliação oral é observar a explanação, o domínio dos participantes quanto ao que entenderam do livro escolhido. Já a prova escrita consiste em produzir uma resenha crítica do livro, de forma coesa e coerente, respeitando as pontuações e principalmente a ideia do autor do livro.

“Hoje o Remição pela Leitura é uma referência em educação dentro do sistema prisional. Além de buscar a potencialização dos valores humanos dos internos, a atividade é também uma forma de crescimento intelectual, gera a diminuição do sentimento de exclusão da sociedade e evita a ociosidade no ambiente penitenciário”, diz Sheryde Karoline.