CDPF

Mutirão é realizado para retirada de documentos

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

De acordo com dados do sistema prisional no Brasil, nove a cada dez detentos não possuem documento pessoal em seu prontuário onde cumprem pena. Para garantir o direito de ressocialização, o Centro de Detenção Provisório Feminino realizou no dia 18 de fevereiro um mutirão para retirada de documentação. 

Na ocasião, estiveram presentes oito reeducandas que fizeram os registros de imagens e dezoito que solicitaram a 2ª via da certidão de nascimento. Além de promover e garantir os direitos fundamentais das apenadas, a ação beneficia a inclusão das mesmas em provas do Enem e Encceja.

Publique um comentário