Author

Umanizzare Brasil

Browsing

Por sete dias são intensificadas as atividades que promovem reflexões e ações de incentivo a mudanças de atitude e reconstrução da cidadania de jovens e adultos do sistema penitenciário do Amazonas 

Todos os anos no mês de agosto a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e a Umanizzare Gestão Prisional, empresa que faz a cogestão de cinco unidades prisionais do Amazonas, promovem a “Semana do Reeducando”. A finalidade é proporcionar um ambiente mais acolhedor – por meio de torneios de futsal, vôlei, filmes, palestras, cuidados com a saúde (realização de exames), promovendo também, reflexões e ações que incentivem mudanças de atitude e a reconstrução da cidadania de jovens e adultos do sistema penitenciário do Estado. 

“Além de atividades lúdicas, esportivas e de saúde – aproveitamos este momento para falar sobre os direitos e deveres dos dos encarcerados, sempre buscando a melhor forma de convivência. Toda a nossa equipe está trabalhando para que eles entendam a importância de respeitar o outro. Também estamos acolhendo as famílias, que voltaram às unidades. Está sendo uma semana bem produtiva”, disse a coordenadora de projetos Maria Domingas Printes. 

Durante sete dias, todo um calendário especial é feito para os internos e familiares. Com oportunidade de conversar com a equipe de psicólogos e psiquiatras, advogados, médicos, assistentes sociais.  Além de “dia da beleza” por meio do projeto Lisbela para as mulheres do CDPF, que promete uma verdadeira transformação junto às reeducandas, deixando-as ainda mais bonitas e com a autoestima elevada. A atividade é aberta para todas que desejarem participar.

A tarde de sexta-feira – encerramento das atividades, promete emocionar todos os internos com a apresentação dos alunos (as) do Projeto Harmonizzar, cantando e tocando em uma grande confraternização. 

No começo deste mês, 86 internas do Centro de Detenção de Detenção Provisória Feminino (CDPF), foram beneficiadas com um mutirão de atendimento jurídico.

A ação ocorreu na vivência dos pavilhões 01 e 02 com a presença dos dois advogados da unidade, Jerônimo Pereira e Joelma Takeda e dos profissionais da saúde, Anderson Pompeu e Pâmela Vieira.

O mutirão tem como finalidade identificar as principais pendências processuais das reeducandas, com levantamentos de documentos, parecer social, guias de recolhimento pendentes de cumprimento, audiências não designadas e possíveis excessos de prazo processual entre outras demandas.

Em paralelo, a área de saúde repassou orientações doenças de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), bem como sobre a importância do uso do preservativo para prevenção.  

As situações não solucionadas pelos enfermeiros no dia do mutirão, em decorrência de necessidade de receita médica, foram agendadas para o clínico geral.

A Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) realizou no período de 27 de maio a 23 de julho um curso de Pintura predial, no qual trouxe aos reeducandos o aprendizado qualificado com carga horária de 160 horas. O curso aconteceu por meio de uma parceria entre a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e a Umanizzare Gestão Prisional.

O objetivo do curso foi mostrar possibilidades de mudanças de comportamento aos reeducandos, com pensamento voltado para o futuro de cada interno.

O curso foi ministrado pelo professor Luiz Carlos Gama, que tem ampla experiência na área da docência no Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). Na terça-feira (6), aconteceu a solenidade de entrega dos certificados, onde participaram da mesa o diretor Antônio Cordeiro, o gerente de unidade Ivo Murilo, a assistente social Ana Bezerra, a psicóloga Patrícia Mendes, o advogado Michel Alex, além do professor do curso, Luiz Carlos.

Receberam certificados os reeducandos Breno Teixeira Barros, Elieldo Rodrigues da Silva, Francisco Augusto Conceição, Jorge Luiz da Silva de Souza, Kedison Bessa Prado, Leonardo Melo de Oliveira, Marcos Souza dos Santos, Miquéias Thiago Gonçalves da Silva, Richarles Almeida da Silva, Robson Ferreira de Melo e Ruan Maurício Ceballos.

Os alunos destaque foram: Ruan Maurício Ceballos, Elieldo Rodrigues da Silva, Francisco Augusto Conceição e Robson Ferreira de Melo que receberam como incentivo uma carta de recomendação.

A solenidade contou com a abertura da assistente social Ana Bezerra, em seguida, foi entregue os certificados e evento encerrou com as falas dos alunos Marcos de Souza e do diretor Antonio Cordeiro.

O reeducando Marcos de Souza em seu discurso destacou gratidão a todos que contribuíram para o curso acontecer.  “Agradeço a todos que compareceram à solenidade de encerramento do curso de Pintura Predial, compartilhando conosco esse momento de conquista, realizado na Unidade Prisional de Itacoatiara. Nosso agradecimento em especial ao Instrutor Carlos, que com toda sua experiência e paciência nos ensinou uma profissão que tem como objetivo realizar o sonho das pessoas transformando o ambiente”, explicou.

O reeducando Marcos de Souza acrescentou no final do discurso que espera sair da unidade com outro pensamento. “Espero sair dessa Unidade com o pensamento diferente do qual me trouxe aqui e conseguir ser inserido na sociedade com a esperança de dias melhores e de possibilidade de realizações”, ressaltou.

Com o objetivo levar o conhecimento e promover ações de promoção, prevenção e melhora nas ações curativas dentro do sistema carcerário, presos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) receberam palestras sobre promoção de saúde. O curso aconteceu por meio de uma parceria entre a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e a Umanizzare Gestão Prisional.

O curso atende a Portaria Interministerial nº 1.777, de 09 de setembro de 2003, que institui no Plano Nacional de Saúde no Sistema Penitenciário a figura do Agente Promotor de Saúde dentro do Sistema Prisional, que equivale ao Agente Comunitário de Saúde, a fim de atuarem junto à População Carcerária orientando a outros reeducandos.

Os promotores de saúde atuam informando sobre as principais doenças que atingem a população penitenciária e colaborando na identificação de padrões para posteriormente fazer encaminhamento ao setor de saúde.

Na segunda-feira (12), houve a capacitação dos agentes referente a escovação correta dos dentes, dando importância sobre o combate contra cáries e outras doenças bucais.

Três internos aprenderam que usar o fio dental e escovar os dentes são aspectos fundamentais do cuidado bucal e é importante seguir a técnica adequada. Que usando as técnicas corretas de escovação e usar o fio dental diariamente, ajudará a promover a saúde bucal em longo prazo.

Os reeducados apreenderam, ainda, que o fio dental assegura a limpeza de resíduos que ficam depositados no dentes que a escova não alcança e que outro elemento que complementa o cuidado oral é a escovação da língua.

Para o reeducando Mebeson Bessa Prado, “este projeto é ótimo para eu aprender mais e poder ajudar o corpo técnico em qualquer urgência no pavilhão”, disse.

O Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) realizou o Projeto “Cine Cultura” com reeducandos da Unidade. O evento aconteceu por meio de uma parceria entre a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e a Umanizzare Gestão Prisional.

No Cine Cultura, os reeducandos assistiram os filmes: “Juntos pelo acaso” e “Vidro”. No total, 24 detentos participaram da sessão.

O romance e comédia “Juntos pelo acaso”, conta a história de Holly Berenson (Katherine Heigl) e Eric Messer (Josh Duhamel) que se conhecem, mas o primeiro encontro deles é um verdadeiro desastre. A única coisa que eles têm em comum é a paixão pela afilhada Sophie (Alexis Clagett/Brynn Clagett). Só que um acidente fatal deixou a menina órfã dos pais e a dupla foi designada para cuidar da pequenina. Obrigados a permanecerem juntos para cuidar dela, eles enfrentam as dificuldades típicas de quem passa a ser pai e mãe de uma hora para outra e começam a se entender melhor.

O suspense o “Vidro”, fala da história de (James McAvoy), que passa a ser perseguido por David Dunn (Bruce Willis), o herói de Corpo Fechado (2000). O jogo de gato e rato entre o homem inquebrável e a Fera é influenciado pela presença de Elijah Price (Samuel L. Jackson), que manipula seus encontros e guarda segredos sobre os dois.

O Projeto “Cine Cultura” no âmbito educativo proporciona um ambiente ideal para os reeducandos tomarem decisões conscientes. Além disso, o trabalho junto aos internos psiquiátricos torna-se mais descontraído e dá uma sensação extramuros. Segundo a equipe técnica que executa o projeto, durante a semana os internos ficam na expectativa para assistirem os filmes programados.

De acordo com os reeducandos que participaram da sessão, o “Cine Cultura” é um projeto que proporciona a eles momentos de descontração, que não só diverte como também levam a reflexões, o pensar introspectivo, que implica no meditar, de modo geral, sobre a vida e seus objetivos, a encontrar, mesmo que por inspiração de filmes, esperanças.

Com objetivo de promover a reinserção das reeducandas à sociedade, foi desenvolvida a atividade Cine Cultura no Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF). O projeto acontece por meio de uma parceria entre a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e a Umanizzare Gestão Prisional.

O setor de psicologia, que é representado pela psicóloga da unidade Suelem Kelly Oliveira Gonçalves, desenvolveu a ação. No total, 34 reeducandas do pavilhão 1, 2 e 3 participaram do projeto.

O filme escolhido foi o drama e romance “Como Eu Era Antes de Você” do Reino Unido, dirigido por Thea Sharrock. O elenco é composto por Emilia Clarke, Sam Claflin e  Janet McTeer. A obra conta a história de um jovem rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) que leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso.

O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

Os filmes influenciam e refletem-se no modo das pessoas pensarem, vestirem, e o imaginário sobre a cultura ocidental é transportado a nível global. As pessoas procuram no cinema uma fuga à sua própria realidade. 

A reeducanda Ane Caroline relata que o filme se aproxima das realidades vividas. “De uma forma humorada, esse filme nos trás boas lembranças, do convívio, do dia a dia, do relacionamento que na maioria temos com os amigos, e até mesmo com as pessoas que gostamos. Tenho tido muita falta e saudade desses e outro momentos com as pessoas que amo”, explica ela.

Instrutores da Força Tarefa de Intervenção Penitenciária Federal (FTIP), ministraram para a equipe de serviço diurna do Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT), instrução de procedimentos de revista de interno. O evento aconteceu por meio de uma parceria entre a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e a Umanizzare Gestão Prisional. 

As instruções que aconteceram na sexta-feira (19) foram ministradas pelos agentes federais Bruno Araújo Lobo e Carlos Pires Fonseca, ambos da Força Tarefa de Intervenção Penitenciária Federal.

Durante as instruções, os agentes ensinaram o modo de verbalização, empunhadura da algema, procedimento de revista e condução de interno.

Participaram da instrução 39 agentes de socialização, que foram acompanhados pelo gerente operacional da unidade com ciência da direção do Instituto Penal Antônio Trindade.

De acordo com a gerente de RH da Umanizzare, Erika Borges, as instruções servem como aperfeiçoamento do colaboradores para continuamente melhorar os procedimentos internos. “Isso garante, ainda, que todos estejam agindo de acordo com as diretrizes da Seap”, disse.

O Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT) realizou nos dias 24 a 25 de julho, uma ação de saúde direcionada ao diagnóstico, tratamento e controle de verminoses, como escabioses, furunculose e outras dermatites. Os atendimentos aconteceram na área de vivência dos pavilhões A, B e C, onde os reeducandos foram avaliados pelo médico da Unidade.

No total, 603 reeducandos foram atendidos, através do médico clínico geral da Unidade e da equipe de enfermagem. 

As prescrições medicamentosas recebidas foram de acordo com as patologias apresentadas, a ação também contou com a entrega de medicamentos supervisionados pela enfermeira.

Para equipe de saúde, na realização desses atendimentos nos pavilhões, pode-se observar de forma integral aos reeducandos, alguns internos após avaliação médica receberam encaminhamentos para os demais profissionais como psiquiatra e odontólogos.

Objetivo da ação foi prevenir doenças de pele e parasitose. Entre a equipe responsável dos procedimentos está o médico Ricardo Tadeu da Silva Onety Junior, a enfermeira Joelma da Silva Medeiros, os técnicos de enfermagem Josias da Silva Bernardino Junior e Erica Pacheco Mendonça e a dentista Natasha Krisley Andrade Brito. No Apoio do Corpo Técnico, estava Francisca Kelly Freitas do Nascimento.

A ação foi acompanhada pelo Departamento Penitenciário Nacional (FTIP), Secretária de Administração Penitenciária (SEAP) e pela Umanizzare.

Com a finalidade de proporcionar um ambiente mais harmônico e saudável a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e a Umanizzare Gestão Prisional, empresa que faz a cogestão de cinco unidades prisionais do Amazonas, promovem a “Semana do Reeducando.

Na programação, torneios de futsal, vôlei, filmes, mutirões de saúde (realização de exames), e jurídicos (consultas), palestras com rodada de conversa que abordam assuntos: ‘papo cabeça’ ao o nada a ver – onde a risada é garantida.   

“Por sete dias a intenção é uma só, tornar o ambiente carcerário mais humano, sem diferenças e isolamento. A intenção é causar juntos aos presos momentos de reflexão que os levem a mudanças de atitude, a uma reconstrução de cidadania, tanto nos jovens quantos nos mais adultos, que por algum motivo os deixaram privados de liberdade”, explica a gerente técnica da Umanizzare, Sheryde Karoline. 

UPP –  Na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada no Km 02, ramal Bela Vista, em Manaus – a “Semana do Reeducando” começou com a palestra: Preso, Prisão e Reabilitação. Durante a atividade que aconteceu em uma das salas de aula da Escola Estadual Giovanni Friguiolo que fica dentro do presídio, aproximadamente 25 internos trocaram experiências e conjecturas quanto ao retorno à sociedade. 

 “A função do sistema prisional não é prender e sim ressocializar, mostrar a realidade do sistema penitenciário e buscar alternativas positivas que ajudem no processo de inserção do reeducando”, comentou a assistente social, Elisângela Marinho. 

Ao final do dia, houve distribuição de lanche em uma grande confraternização. 

IPAT – No Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), localizado no km 08 da BR-174, rodovia que liga a capital amazonense a Boa Vista, a ‘Semana do Reeducando’ começou com o tema: família. Internos do pavilhão B assistiram a um vídeo motivacional e reflexivo sobre solidariedade e amor ao próximo. Na programação, também houve torneio de futsal, tênis de mesa, dama e dominó.

“Também falamos muito sobre saúde. Os internos participaram de palestras sobre o risco da automedicação, os direitos assegurados pela Lei de Execução Penal nº 7210/84 a assistência à saúde, doenças sexualmente transmissíveis e como podem ser evitadas, foram horas bem importantes e agradáveis”, disse o enfermeiro da unidade, Antônio Lisboa Filho. 

O projeto ‘Cine Cultura’ marcou presença e levou entretenimento aos presos com o filme “Até o último homem”.  Fechando a quarta-feira os reeducandos receberam orientações do setor odontológico da Umanizzare – importância da escovação e aplicação de flúor.   Ao final houve ainda um torneio de damas e distribuição de lanches para os participantes e kits com bombons.

 CDPM – Aproximadamente 500 internos do Centro de Detenção Provisória de Manaus (CDPM I), participaram de um mutirão jurídico em que o tema foi: Auxilio reclusão – como funciona e quem tem direito ao benefício na nova regra. “É imprescindível levantar essa informação do benefício direcionado aos dependentes que se encontram privados de liberdade, contribuinte do INSS”, enfatizou Érica Cândida Costa, advogada no presídio. 

Dando continuidade às atividades da semana, no dia 06 de agosto, o setor de assistência jurídica do CDPM-I realizou a palestra: “Direitos e Deveres dos Reeducandos”. Durante a exposição foi ressaltando a importância de manter o respeito junto aos colaboradores bem como como os demais colegas de confinamento. 

Já o setor de psicologia levou o tema: “Eu?, ir ao Psicólogo? Não sou doido!!”.  Segundo as profissionais, grande parte da população carcerária tem uma visão deturpada sobre o trabalho do psicólogo dentro da unidade, o que gera preconceito e influência negativa para os internos que desejam procurar atendimento  psicológico.

Nesta quarta-feira as atenções dos custodiados estavam voltadas para a prevenção e diagnóstico precoce de câncer bucal. O objetivo da palestra foi conscientizar sobre o que é o câncer bucal, o que causa, fatores de risco, como identificar, quais seus aspectos clínicos e autoexame bucal. Sobre as causas, foram orientados que o fumo e o álcool são os principais fatores de risco para desenvolver o câncer.

Entre as formas de detectar o câncer de boca está o autoexame bucal. “Ele deve ser realizado diante do espelho observando os lábios, céu da boca, língua, região abaixo da língua, fazer apalpação também do pescoço e embaixo do queixo, qualquer alteração deve-se procurar o dentista”, explanou o odontólogo Ruy Filipe.  Na ocasião foram distribuídos folders com o tema.

Após receberem conhecimentos, os reeducandos receberam corte de cabelo, participaram da inauguração da nova cozinha da unidade e finalizaram o dia com uma grande confraternização. 

CDPF – Dando continuidade à Semana do Reeducando, promovida pela Umanizzare Gestão Prisional, o Centro de Detenção Provisório Feminino (CDPF) promoveu uma série de atividades lúdicas, esportivas e de beleza para as mais de 100 mulheres que cumprem pena na unidade.

Mais de 20 internas, que já receberam qualificação profissional este ano por meio do Projeto Lisbela, com o auxílio das colaboradora Karla Alexandra, prometem entre os dias 15 e 16 de agosto, uma verdadeira transformação junto as reeducandas, deixando-as ainda mais bonitas e com a autoestima elevada. A atividade é aberta e para todas que desejarem participar.

Na quinta-feira (15), terá início o torneio de vôlei, um dos esportes preferidos das internas nas quadras do pavilhão.  Nos dias anteriores, jogaram futsal e queimada. Simultaneamente às atividades esportivas, as equipes técnicas multidisciplinares da enfermaria e odontologia estarão ministrando palestras sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST), realizando testes de Hiv, Sífilis e Hepatite B. Também será aplicado flúor e enfatizado as técnicas corretas para uma boa escovação.

Fechando as atividades da “Semana do Reeducando”, no CDPF as presas realizaram um concurso de poesia. O objetivo da atividade segundo a diretora da unidade, tenente Socorro Freitas, foi a de possibilitar as participantes um encontro com a cultura humanística, como espaço de revelação e reconhecimento do prazer, da fantasia e da realidade pela leitura ampla e crítica dos valores na sociedade. 

UPI – Na Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), localizada a 177 quilômetros de Manaus, a “Semana do Reeducando” começou com uma palestra sobre a importância do evento, ministrada pelo diretor da Seap na unidade, Antônio Enrique Cordeiro, com a colaboração da assistente social da Umanizzare, Ana Maria Bezerra. 

Na programação, realizada na quadra dos pavilhões, esteve:  torneio de futsal, tênis de mesa, dama e dominó. Aproximadamente 144 reeducandos participaram do calendário feito especialmente para eles. No dia 7 de agosto, foi realizado um mutirão jurídico com a visita da Corregedora Geral da Defensoria Pública do Estado do Amazonas, Dra. Melissa Souza Credie e sua equipe.

No dia 08 de agosto foi realizado o encerramento das atividades, com uma oração e reflexão inicial realizada pelo Bispo da Prelazia de Itacoatiara, Dom José Ionilton.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), em parceria com a empresa cogestora Umanizzare Gestão Prisional, realizou nesta segunda-feira (12/08) a entrega de certificados do curso profissionalizante de barbeiro para reeducandos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada na Estrada do Puraquequara, Km 02, ramal Bela Vista.

A primeira turma contou com 12 participantes. Com duração de quase três meses e carga horária de 60 horas, o curso faz parte do Núcleo de Aprendizagem Profissional (NAP), no qual está inserido o programa “Conhecimento que Liberta”.

Durante as aulas, os reeducandos conheceram as ferramentas e técnicas do corte de cabelo, além de aprenderem tendências atuais de cortes masculinos, como moicano e undercut (tipo de corte utilizado por celebridades do Brasil e do mundo, em que se passa a máquina nas laterais e deixa o cabelo comprido em cima).

O diretor da UPP, Jean Carlo de Oliveira, frisou sobre a nova perspectiva de futuro que os reeducandos passam a vislumbrar por meio de cursos profissionalizantes. “Cursos como o de barbeiro trazem autonomia na geração de renda para as pessoas privadas de liberdade quando saem do sistema prisional, pois podem se tornar empreendedores do seu próprio negócio”, opinou.

Para colocarem em prática o que aprenderam, os reeducandos irão concorrer a vagas de cabeleireiros para atuar nas barbearias que serão criadas em cada uma das galerias da unidade, fazendo o corte de cabelo dos outros internos.