Category

Ressocialização Umanizzare

Category

Reeducandos da Unidade Prisional de Puraquequara (UPP) concluíram esta semana as atividades da 5º edição do “Grupo Operativo Reclusão versus Futuro”, promovida pela empresa Umanizzare, que faz a cogestão de seis presídios amazonenses junto à Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), por meio do projeto Espaço Terapêutico.

O objetivo do “Grupo” é promover a interação dos reeducandos, estabelecendo relações que possibilitem uma reflexão ampla sobre aspectos referentes à dignidade, ética, autoestima, respeito por si e pelo outro, valores, liberdade e perspectivas futuras.

De acordo com a psicóloga Alessandra Cabral, responsáveis pelo desenvolvimento das atividades na UPP, os 10 reeducandos da galeria 6 do presídio assistiram a filmes, vídeos musicais, participaram de dinâmicas de grupo, com rodada de conversas com  temas pré-selecionados pelo setor de saúde.

“Através dos debates em grupo, os reeducandos apreendem sobre as diversas possibilidades nas tomadas de decisões. Entendem que precisam avaliar todos os caminhos antes de tomar uma decisão que pode acarretar empecilhos para a continuidade do convívio em sociedade”, disse a psicóloga, acrescentando que o projeto vem despertando o interesse dos reeducandos, que veem nas conversas em grupo a possibilidade de escolha, de mudança, e aceitação.

Um dos participantes, o reeducando Orlean Galdino afirmou que durante o projeto encontrou vários benefícios que farão os dias de confinamento melhor, entre eles, o de poder dialogar com os colegas de cela, assuntos que geralmente no pavilhão não são falados, entendo assim  um pouco mais do que se passa entre eles.

“Melhorou meu cotidiano, minha autoestima, consegui superar algumas dificuldades e enxergar o meu colega com mais afinidade e compreensão,” disse o interno.