Cursos e Palestras

Reeducandas do PFM e CDPF participam de palestra de saúde bucal

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

“Saúde bucal” foi o tema de palestra na Penitenciária Feminina de Manaus (PFM) e do Centro de Detenção Provisório Feminino (CDPF), nesta quarta-feira (3).  Os cuidados com os dentes são primordiais para diminuir o risco de desenvolvimento de problemas bucais e dentários.  

A dentista da unidade do CDPF, Simone Negreiros, explicou que doenças da boca têm relação direta com o fumo, o consumo de álcool e a má alimentação. 

Ainda, segundo ela, o objetivo da ação foi levar conhecimento às reeducandas sobre as doenças mais frequentes que acometem a cavidade bucal como: cárie, aftas, halitose, gengivite que se não tratada evolui para periodontite e perda dos dentes. 

“Estudos comprovam que a saúde bucal tem bastante relação com a saúde geral, pois a boca interage com todas as estruturas do corpo. As más condições de higiene bucal podem causar doenças que podem levar a enfermidades sérias, principalmente doenças cardiovasculares e diabetes”, disse a dentista.

De acordo com a assistente social, Graciete Guedes, que também contribuiu para com a atividade, é necessário que as reeducandas entendam o significado da atividade proposta para que possam identificar qualquer anormalidade e assim procurar um cirurgião – dentista ou médico, para o tratamento de qualquer patologia bucal.

“Não só para tratar, na verdade queremos que elas saibam que possuem toda uma assistência de saúde aqui dentro em caráter curativo e preventivo. É muito importante ter dentes saudáveis para evitar problemas como cáries e ausência de dentes, que podem acarretar em baixa autoestima das internas”, ressaltou a assistente social.

A reeducanda Vera Marinho disse que a palestra foi muito produtiva “conhecemos algumas doenças da boca que não sabíamos, bem como da necessidade de adotarmos ações simples, mas fundamentais, como a importância do uso do fio dental para nossa higiene”, afirmou a interna.

Publique um comentário