Category

Cursos e Palestras

Category

A saúde bucal dos presos tem sido uma preocupação constante para a Umanizzare Gestão Prisional, empresa que faz a cogestão de seis presídios no Amazonas, administrados pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária. Em todas as unidades há laboratórios e profissionais de odontologia para atender os internos, em caráter curativo e preventivo.

Nesta semana 30 custodiados (as) – sendo 15 do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj)  e outras 11 do Centro de Centro de Detenção provisória Feminino (CDPF) receberam informações sobre a importância de manter os cuidados da saúde da boca, com escovação regular dos dentes (ensinadas através do manequim de estudo), evitando cáries e demais doenças, assim como  a frequência ao dentista.

“Além de garantir atenção à saúde do preso, estamos, assim, evitando motivos de distúrbios na unidade. Essas ações fazem com que as internas adquiram habilidades técnicas que pode evitar uma série de problemas como cáries, ausência de dentes e mau hálito, que podem acarretar a baixa autoestima na interna ”, disse a odontóloga do CDPF, Simone Negreiros.  

Duas reeducandas foram voluntárias para o tratamento da técnica correta de escovação, entre elas a interna Liliane Medeiros que fez questão de falar sobre o que aprendeu ao final da atividade. “Foi proveitoso, e quero usar tudo que aprendi para manter a saúde de minha boca, dos meus dentes”, disse ela.

COMPAJ – Usando banner e folder a equipe de saúde do Compaj  mostrou aos participantes técnicas de higienização. Também foram realizados exames  intra oral, e aplicação tópica de flúor nos reeducandos presentes.

O cirurgião dentista Danilo Lima reafirmou a importância de conservar e utilizar os kits de higienização oferecidos pela empresa para manter a saúde da boca.  “Nosso objetivo é orientar os reeducandos a assumirem a responsabilidade por sua própria saúde bucal, evitando algumas doenças comuns entre eles, como gengivite (inflamação da gengiva), periodontite e câncer bucal. Além disso, com a atividade conseguimos através do exame intra oral, detectar os pontos em que possuem maior necessidade de atendimento”, acrescentou o dentista.