Category

Cursos e Palestras

Category

Alunos da 20ª Turma do Curso de Formação de Agentes de Socialização (CFA), composta por 46 pessoas, aprenderam tudo sobre a rotina do sistema prisional do Amazonas. O curso que é promovido por meio da empresa Umanizzare Gestão Prisional em parceria com a Secretária de Administração Penitenciária (SEAP), ofereceu aulas teóricas e práticas. 

De acordo com a gerente de RH da Umanizzare, Erika Borges, o curso apresentou para os alunos diversos conhecimentos sobre o sistema, tais como, gerenciamento de crise, gestão do sistema prisional, procedimentos operacionais, relacionamento interpessoal, ética, noções de psicopatologia e primeiros socorros, dentre outras disciplinas essenciais para o sistema. 

“Essa formação acontece antes mesmo do candidato ser agente, enquanto a pessoa que tem interesse de fazer parte do sistema prisional ainda é candidato”, explicou. 

Erika Borges disse que a qualificação para ser agente depende da aprovação nessa formação. A gerente de RH explicou que é uma formação de 144 horas, teórica e prática.

A gerente de RH da Umanizzare disse, ainda, que a parte prática tem o  combate ao incêndio, defesa pessoal e a essência para gestão operacional: normas e procedimentos, onde a turma passa três dias na unidade em aula supervisionada,  conhecendo e colocando em prática tudo aquilo que os alunos aprenderam na sala de aula. 

“Em loco, eles colocam em prática tudo que aprenderam em sala de aula, no que diz respeito aos procedimentos operacionais da unidade, desde a portaria, guarda volume, revistas, recepção, RaioX, Body scan e demais processos da carceragem”, disse Erika Borges. 

A gerente explicou que os alunos têm, ainda, uma aula prática de defesa pessoal, até por uma questão de auto segurança e desenvoltura dos alunos. O curso acontece durante um dia inteiro, onde os alunos recebem os treinamentos de defesa pessoal.  

De acordo com a gerente de RH, os alunos aprendem sobre a movimentação dos internos nas unidades e nas áreas incomuns. 

A formação é submetida por avaliação, em cada uma das disciplinas, então, o candidato passa por um processo avaliativo”, ressaltou a gerente de RH. 

Segundo a gerente de RH, essa avaliação também é uma avaliação comportamental, que além da prova que esses alunos fazem, tem uma avaliação da equipe, no que diz respeito às atitudes do aluno dentro da sala de aula. 

“Ao final do curso, com a aprovação, o aluno recebe um certificado para ser agente de socialização e então, com o surgimento de novas vagas no sistema, esse agente é contratado para a posição”, ressaltou Erika Borges. 

A gerente de RH explicou que o curso de 144 horas, até por conta de todas as disciplinas que são aplicadas, dura  praticamente um mês.