Ressocialização Umanizzare

Presos do Puraquequara recebem mutirão para confecção de documentos de identidade

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

De acordo com dados do sistema prisional do Brasil, nove em cada 10 detentos no país não possuem qualquer documento pessoal em seu prontuário no estabelecimento onde cumprem pena, o que afeta diretamente a possibilidade de ressocialização. 

Com o objetivo de garantir e promover os direitos fundamentais dos apenados no Amazonas, a Umanizzare Gestão Prisional, empresa que faz cogestão de cinco presídios da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap), em parceria com o Departamento de Reintegração Social (DERESC), realizou no dia 14 de novembro, na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), mutirão de Emissão de Registro Geral (RG) de primeira e segunda via. 

O benefício chegou para 53 internos da UPP e novos mutirões para a confecção de novos documentos pessoais já estão previstos no calendário da cogestora.

Conforme a coordenadora de projetos da Umanizzare, Maria Domingas Printes, a ação é importante para os presos, não só para quando ganharem a liberdade, mas para que se sintam amparados, “legalmente” e “humanamente” pela unidade.

“Sem documentos, eles não podem ser inseridos em programas de educação, saúde e trabalho. Atualmente, a Justiça também exige documento para os presos que saem em condicional”, afirmou a coordenadora.

Publique um comentário