Projetos Umanizzare

Após projeto Bambu, presos de Itacoatiara fazem provas do Encceja

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

Vinte reeducandos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) participaram do Projeto Bambu, cuja finalidade é propiciar um ambiente adequado para a prática de estudos, preparando o reeducando para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), no mês de outubro. 

As aulas acontecem conforme calendário de estudo desenvolvido pela Umanizzare Gestão Prisional, empresa que faz a cogestão de cinco presídios da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). 

As aulas foram ministradas pela professora Gracimar de Souza, e ocorreram de segunda a quinta-feira nos períodos matutino e vespertino, buscando sempre estimular o estudo e mudança de comportamento já que a informação permite ao cidadão crescer de forma positiva.

Para os cursos do período da tarde, os internos contaram com a ajuda do reeducando Rondinele Abreu Cavalcante, que é professor.

“Essas aulas são importantes para que os custodiados possam voltar a estudar, uma vez que perderam a oportunidade quando estavam em liberdade. Assim, conseguimos uma mudança de comportamento e de pensamento entre os participantes, de que poderão ser cidadãos melhores quando voltarem para a sociedade”, disse a assistente social da Umanizzare, Ana Maria Bezerra, ressaltando também que o Projeto Bambu tem despertado o interesse dos reeducandos para participarem do Encceja/PPL e Enem/PPL.

Provas –  Após passarem pelo projeto Bambu, os reeducandos foram avaliados em prova escrita do Encceja/PPL que ocorreu na própria UPI no  do mês do outubro. 

Os responsáveis pedagógicos também encaminham os candidatos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e demais sistemas relacionados à educação superior. A depender da nota da prova, os internos podem solicitar certificação do Ensino Médio e também concorrer a vagas pelo Universidade Para Todos (Prouni).

Publique um comentário