CDPF

Dos 500 internos inscritos pela Seap para o Encceja – PPL , 285 são da Umanizzare

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

Exame fornece aos aprovados a certificação para o ensino fundamental e médio.

Dos 550 internos que irão fazer o Exame Nacional do Encceja este ano, 285 estão nas unidades cogeridas pela Umanizzare Gestão Prisional, empresa que presta serviço para cinco presídios no Amazonas. 

O objetivo do Encceja-PPL é fornecer o diploma dos ensinos fundamental e médio para jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir os estudos no tempo adequado.

Só na Unidade Prisional do Puraquequara – localizada na Zona Leste de Manaus, foram inscritos 109 reeducandos. 

Enquanto os dias das provas não chegam, eles se preparam por meio do Projeto Bambu –  que visa oferecer aos reeducados um espaço didaticamente adequado e motivador para criação e manutenção de grupos de estudo preparatórios, dispondo de estagiários para dirimir dúvidas, potencializando a chance de sucesso nos exames.

O Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) tem a segunda maior taxa de inscritos, com 69 internos. Seguido do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), que tem 32 reeducandos inscritos. 

Também irão participar do exame – 11 internos da ala da Enfermaria Psiquiátrica do anexo do Centro de Detenção Provisória de Manaus (CDPM). 

“Simultaneamente às aulas preparatórias para o Encceja Nacional, outro grupo de reeducandos estuda para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “Os responsáveis pedagógicos também encaminham os candidatos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e demais sistemas relacionados à educação superior”, disse a gerente técnica da Umanizzare, Sheryde Karoline.

As apenadas do Centro Detenção Provisória Feminino (CDPF) também participarão do exame. Na unidade foram inscritas 35 reeducandas.  

Itacoatiara – Os internos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), localizada a 177 KM de Manaus, estão recebendo aulas preparatórias para o exame de segunda a quinta-feira.  Dois professores se revezam na orientação dos 29 internos, divididos em duas turmas – manhã e tarde, que serão avaliados no Encceja. 

Encceja- PPL – as provas do Encceja, este ano, foram marcadas para os dias 7 e 8 de outubro. Os privados de liberdade que participam dos programas educacionais terão a pena reduzida. A legislação de execução penal define que, para cada 12 horas de estudos regulares, há remição de um dia.

Publique um comentário