Cursos e Palestras

Saúde Bucal é tema de orientação para reeducandos do IPAT

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

Aproximadamente 30 internos do Instituto Penal Antônio Trindade – (IPAT) participaram de mais uma palestra do Projeto Prevenir para Sorrir, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e  Umanizzare Gestão Prisional, empresa que faz cogestão em seis presídios do Estado, cuja finalidade é orientar os internos quanto às medidas preventivas que podem ser adotadas no combate ao desenvolvimento da cárie dental e outras doenças na boca.

A atividade foi realizada na última quinta-feira (11) e contou com a participação de 30 reeducandos, que foram orientados sobre a importância de dentes saudáveis para evitar problemas como cáries, ausência de dentes e mau hálito, que podem acarretar em baixa autoestima no interno.

Durante a atividade, foi utilizado um macro modelo para demonstrar a forma correta de escovação. Ao final foram entregues kits de higiene, com antisséptico bucal, escova, creme e fio dental, a todos os reeducandos.

“O Prevenir para Sorrir assiste à saúde dos reeducandos de forma curativa e preventiva, e tem intenção de conscientizá-los sobre os cuidado com as doenças bucais e quais medidas tomar para terem dentes saudáveis”, acrescentou o dentista da Umanizzare, Mauro Medeiros de Oliveira.

Consultório – O Ipat conta com um consultório odontológico para os internos onde são realizados procedimentos de baixa e média complexidade diariamente, como emergências, extrações, restaurações, entre outros. Além do atendimento odontológico, são ministradas regularmente palestras sobre saúde bucal e prevenção, abordando temas que envolvem o bom andamento dos elementos dentários, doenças por via oral e agravantes para todo o organismo.Unidades – O projeto de saúde bucal “Prevenir Para Sorrir”, foi lançado em 2016 pela Umanizzare Gestão Prisional Privada, e é realizado em todas as unidades do sistema prisional cogeridas pela empresa, no Estado.  “Nosso objetivo é orientar os reeducandos a assumirem a responsabilidade por sua própria saúde bucal, evitando algumas doenças comuns como: gengivite (inflamação da gengiva), periodontite e câncer bucal” finalizou a gerente técnica da Umanizzare, Sheryde Karoline.

Publique um comentário