IPAT

Trabalho de limpeza e pintura predial garante ‘Remição de Pena’ para reeducandos

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

A cada três dias trabalhados um dia é remido da pena dos reeducandos que trabalham dentro das unidades prisionais do Amazonas. A atividade consiste em várias ações, que vão desde limpeza à pintura predial do ambiente de convívio e áreas externa das unidades prisionais.

No Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj-Fechado), os reeducandos garantem a remição da pena por meio de prestação de serviços de limpeza e pintura predial. Nesta terça-feira (2), os reeducandos atuaram na pintura da quadra que serve como ambiente de lazer para toda a unidade e fizeram serviços de jardinagem.

Além da quadra de futebol, os reeducandos fizeram trabalhos de limpeza com corte de grama, capinação e retirada de entulhos. Antes de colocar a ‘mão na massa’, os reeducandos passam por atividades de treinamento e cursos profissionalizantes dentro das unidades.

Pintura

Através do curso de capacitação em Pintura Predial, iniciativa promovida pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), por meio do Núcleo de Aprendizado Profissional (NAP), em parceria com a cogestora Umanizzare Gestão Prisional, os reeducandos do Instituto do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), localizado no quilômetro 8 da BR-174, realizaram a manutenção de pintura da unidade.

Curso

O curso levou para os reeducandos o conhecimento sobre as técnicas de coloração, composição e textura aplicadas em pinturas decorativas, imobiliárias e industriais.

Para os internos, as aulas sobre pintura predial foram uma chance de adquirir novos conhecimentos para o mercado de trabalho.

Capacitação

O curso é baseado no “Projeto de Remição de Pena” pelo estudo ou trabalho não remunerado, determinado pela Lei de Execução Penal (LEP). Atualmente há, em média, cerca de 220 internos capacitados e trabalhando nas unidades prisionais da capital. Somente no Ipat, há 35 reeducandos profissionalizados e aptos para cumprirem serviços de reforma e manutenção da unidade.

Publique um comentário