Notícias

Projeto usa terapia em presídio de Itacoatiara

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

Os reeducandos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) participaram esta semana de mais uma edição do “Programa Espaço Terapêutico”.  A dinâmica utilizada pelos psicólogos da Umanizzare Gestão Prisional foi a de transmitir confiança aos internos, com o objetivo de tornar mais humano o ambiente carcerário, por meio da troca de informação entre os participantes.

A equipe de profissionais da unidade, tendo à frente a psicóloga  Patrícia Mendes, desenvolveu o tema: “Troca de segredos”. A atividade consiste em que cada um dos participantes escrevesse num papel um segredo ou um problema que não se sentia confortável para falar em público. Em seguida os papéis eram trocados e cada um tinha de ler a mensagem em voz alta, assumindo aquele segredo como se fosse dele.

 “O objetivo da atividade é observar a empatia e o comprometimento do colega de confinamento em guardar segredo do que era tratado, fortalecendo assim a confiança com melhor feedback dentro do grupo”, explicou a psicóloga, que considerou a dinâmica muito proveitosa com o grupo, conseguindo encontrar soluções trocando ideias e conversando entre si.

O Espaço Terapêutico da UPI tornou-se um local essencial no programa de ressocialização dos internos, proporcionando aos participantes uma convivência mais agradável e fortalecendo os laços de amizade, afeto, empatia e respeito.

Ainda de acordo com Patrícia Mendes, essa dinâmica mostrou que quando você não se identifica fica mais encorajador a expor o que incomoda e isso possibilitou que a equipe de saúde mental da Umanizzare identificasse alguns casos que merecem acompanhamento individual dentro da unidade.

Para o reeducando, Rondineli Abreu, a atividade foi importante. “Tivemos a oportunidade de nos conhecermos mais, sem falar que acabamos dividindo com os outros participantes fatos que nos  incomodava. Saímos mais próximos e fortalecidos depois desta ação”, disse Rondineli.

Publique um comentário