Notícias

Dia Mundial Sem Tabaco tem ações em presídio de Itacoatiara

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

A Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) começou a semana com palestras educativas, alusivas ao Dia Mundial do Combate ao Tabagismo e ao Câncer Bucal, para os internos. As ações de conscientização foram realizadas por equipes da Umanizzare Gestão Prisional e da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), referentes ao consumo de tabaco,  responsável pela morte de 7 milhões de pessoas por ano em todo o mundo.

“Datas importantes como estas são sempre lembradas e fazem parte do nosso calendário de atividades anuais, pela importância do tema de alertar os fumantes  sobre os perigos do tabagismo, bem como de encorajar os internos a largar o fumo, pelos efeitos negativos que ele traz para a saúde, como o Câncer Bucal”, disse a gerente técnica da UPI, Maria Domingas Printes.

Os profissionais de odontologia e da enfermaria da unidade, Jucenilda Costa de Oliveira, Ernanda da Costa Azevedo, Julli Costa, e o técnico de enfermagem, Francisco Alegria, foram os responsáveis pelas palestras aos aproximadamente 86 reeducandos.  Para enfermeira Julli Costa, o objetivo do trabalho tem como foco o público jovem e adulto, visando prevenir a iniciação, o experimentar que ocorre principalmente nesta na faixa.

“Percebemos que os internos acabam criando esse hábito do uso de tabaco no presídio, por questões de tensão, estresse, durante as palestras, além de alertar para os malefícios que o cigarro causa, lembramos os internos da importância de participar dos projetos desenvolvidos especialmente para eles, nas áreas de esporte, educação e que fazem toda a diferença para a saúde física e mental deles”, informa a enfermeira Julli Costa.

Unidades – Todas as unidades cogeridas pela Umanizare Gestão Prisional no Amazonas terão atividades voltadas para do combate ao tabagismo e ao câncer bucal, conforme calendário criado pelos gestores de cada presídio.

Cigarro mata – De acordo com as estatísticas mais recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), morrem todos os anos aproximadamente sete milhões de pessoas por doenças relacionadas com o tabagismo no mundo. No Brasil os números de morte chegam a aproximadamente 200 mil pessoas por ano, tendo o fumo como a principal causa de morte evitável.

Além do câncer de pulmão e garganta (os mais comuns), o tabaco ainda pode causar outras consequências desagradáveis, como a queda de cabelo, impotência sexual, dentes e unhas amareladas, dificuldades respiratórias, redução da expectativa de vida, entre outros efeitos danosos.

Publique um comentário