Notícias

CDPF promove curso de maquiagem profissional e pintura para internas

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

As reeducandas do Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) estão recebendo qualificação profissional na área de estética e artesanato. Os cursos são promovidos pelo projeto Lisbela, criado e desenvolvido pela Umanizzare Gestão Prisional em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

Nesta edição do projeto, aproximadamente 40 detentas aprendem técnicas sobre maquiagem profissional e curso de pintura em tecidos. Além dos certificados de conclusão dos cursos, previsto para serem entregues no final do mês de junho, às alunas que participam do Projeto Lisbela, também são beneficiadas com a redução da pena.

De acordo com a gerente técnica da Umanizzare, Sheryde Karoline, os cursos são focados em habilidades que possam promover autonomia e geração de renda, dando uma chance de evitar o retorno das reeducandas ao sistema penitenciário, apresentando opções para elas terem sucesso e respeito produzindo produtos e serviços pelas próprias mãos.

O curso de maquiagem tem como instrutora a especialista, Marinez Costa, e é ministrado para 22 custodiadas, divididas entre os turnos da manhã e da tarde, com carga horária de 80 horas.

Simultaneamente é realizado curso de pintura em tecido para outras 16 internas. Serão 30 dias de aula, ministradas pela professora Francimeire de Araujo.

“Elas estão aprendendo técnicas que envolvem harmonia de cores, coordenação motora para mexer com tinta entre outras práticas para a confecção de um bom trabalho. Além disso, o mais importante, é visível o quanto o curso renova a autoestima e a autoconfiança entre as internas, com a possibilidade de se tornarem empreendedoras”, diz a professora.

Publique um comentário