Notícias

Mutirão carcerário ajuda detentos de Itacoatiara

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

A ação tem o objetivo de atender as necessidades dos reeducandos que não possuem documentos, como: RG, CPF e cartões de saúde.

A Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), localizado a 269 km em linha reta de Manaus, realizou o “Projeto Mutirão Social” para a emissão de documentos, como: CPF, Carteira de Identidade e Cartão do Sistema Nacional de Saúde, aos internos que não possuem esta documentação. Até o momento, 226 apenados foram beneficiados.

O “Mutirão Social” foi promovido pela Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP) e a Umanizzare Gestão Prisional, e contou com a parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e o Pronto Atendimento do Cidadão de Itacoatiara.  Em três dias foram emitidos e entregues:  66 RG; 53 CPF; 41 Certidões de Nascimentos; 66 Cartão Nacional do SUS.

Para a gerente técnica responsável pela UPI, Domingas Printes, a ação é importante para os presos, não só para quando ganharem a liberdade, mas dentro da unidade prisional, devido a necessidade da documentação para que eles sejam inseridos em programas de educação, saúde e trabalho. Atualmente, a Justiça também exige documento para os presos que saem em condicional.

De acordo a gerente técnica da Umanizzare, Sheryde Karoline, o objetivo dos mutirões é contribuir para a inserção dos internos na sociedade, com novas oportunidades e por este motivo a empresa realiza com frequência mutirões de documentos nas unidades.

“Com a regularização dos documentos abre-se a oportunidade para inserção dos reeducandos nos projetos e também para a participação em cursos, como, por exemplo: o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec)”, ressalta a Karoline.

Um dos beneficiados com a retirada de documentos foi um interno, de 38 anos, que não quis se identificar. Depois de passar cinco anos sem Carteira de Identidade, ele conseguiu a segunda via do documento. “Eu tinha perdido meu documento. É muito importante, porque quando sair daqui precisarei dele para tudo, inclusive para conseguir emprego”, afirmou.

Publique um comentário