Notícias

Dia de Humanizar em Araguaína

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

A Umanizzare Gestão Prisional promoveu, no dia 26 de novembro, em Araguaína, a 2ª edição da ação social “Dia de Humanizar”, realizada na chácara de acolhimento a dependentes químicos Bom Pastor, em Araguaína. O evento foi iniciado com café da manhã, seguido por um momento de oração com o assistente social e pastor Marcos Antônio Ferreira.

O diretor da Casa de Acolhimento, Antônio Francisco dos Santos, ressaltou a relevância da ação. “Precisamos resgatar vidas, principalmente aquelas que estão à margem da sociedade. É muito importante ver que a Umanizzare é uma empresa que cuida com amor, apoiando a comunidade não apenas dentro do sistema carcerário, mas também fora dele”, comenta. O diretor da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG), Mariano Sinhá de Sousa, também elogiou a atuação da Umanizzare com a população de Araguaína. “Quando percebemos o apoio de uma empresa que se preocupa com a ressocialização do reeducando, o trabalho vale à pena”.

A gerente técnica da Umanizzare, Maria José Ramos, reforça a preocupação da empresa em assistir a comunidade em Araguaína. “Nós tentamos minimizar o sofrimento após encarceramento, pois sabemos que a aceitação social do indivíduo preso é ainda carregada de estigmas”, diz. A gerente afirma ainda que ver os resultados do trabalho é muito gratificante. “A comunidade gostou, e pede que voltemos. Com certeza em 2017 a Umanizzare trará mais edições desta ação social”, informa.

 

Na sequência, os presentes puderam assistir à palestra com tema Dependência Química e a Dor de Existir, ministrada pelos psicólogos Ana Carolina de Freitas e Carlos Pereira. A equipe técnica contou ainda com dois enfermeiros, uma técnica de enfermagem, dois assistentes sociais, um dentista, dois estagiários, um auxiliar de serviços bucais, um educador físico, uma monitora e a gerente técnica. Ao final, a empresa distribuiu kits de higiene bucal, cestas básicas e medicamentos.

Comments are closed.