Category

Notícias

Category

Os ensinamentos fazem parte do projeto “Prevenir para Sorrir”, criado para evitar doenças na boca.

Com o objetivo de orientar as reeducandas do Centro de Detenção Provisório Feminino (CDPF), sobre a necessidade da higiene bucal e a importância para a saúde dos dentes, a Umanizzare Gestão Prisional – empresa que faz cogestão em cinco unidades da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) – realizou mais uma atividade do projeto “Prevenir para Sorrir” –  criado para dar assistência odontológica aos custodiados em caráter curativo e preventivo. 

Desta vez as 14 reeducandas do pavilhão 3 da unidade, receberam informações sobre uma doença bucal que precisa de atenção e de um diagnóstico profissional para ser confirmado – a retração gengival. 

A odontóloga Simone Negreiros, explicou que a doença é a diminuição da porção da gengiva que recobre o dente, ocasionada na maioria das vezes pela força usada na escovação, bem como pelo uso de escovas de dentes de cerdas duras que com o tempo desgastam a gengiva, causando diversos problemas, entre eles a hipersensibilidade. 

“É importante que as reeducandas aprendam a observar as condições das gengivas e os sintomas que pode causar uma retração gengival, embora pareça simples de identificar, apenas o profissional deve fazer o diagnóstico através do exame clínico, por isso ao fim da palestra, reforçamos a necessidade de manter as consultas periodicamente”, acrescentou Simone.  

As participantes receberam também kits de higiene bucal.