Notícias

Umanizzare reforça o combate às verminoses

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

Entre as ações realizadas junto aos presos, estão: orientações básicas de higiene e saúde, além da distribuição de medicamentos.

 

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), em parceria com a cogestora nas unidades prisionais, Umanizzare Gestão Prisional Privada, estão desenvolvendo ações de combate às verminoses nas penitenciárias Estado.

Na Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), a 269 km da capital amazonense, a campanha de combate a vermes e fungos, de origem Geo-Helmintíase (doenças parasitárias intestinais), já administrou, sob prescrição médica, remédio a  124 reeducandos e 15 colaboradores. A medicação é em dose única e serve para exterminar parasitas como a lombriga que pode causar sérias infecções intestinais, provocando: anemia, perda de peso, dores abdominais, sangramentos intestinais e diarreias frequentes.

Segundo a gerente técnica da UPI, Maria Domingas Printes, a ação de combate a verminose é realizada a cada quatros meses, tendo sempre um complemento, por motivo da rotatividade de internos e por se tratar de uma área tropical,

“A atuação das equipes de saúde nas unidades prisionais é diária e está focada na política de prevenção. Assim, além da proteção individual, conseguimos alcançar melhores níveis de qualidade de vida em grupo”, enfatizou Domingas.

O interno Francenildo Silva dos Santos, diz que a campanha é necessária e deve ser levada a sério, “essa ação é muito importante, sempre vejo colegas reclamando que estão com problemas de dor de barriga, e pode mesmo ser verme”, disse o custodiado.

Publique um comentário