Notícias

Presos de Itacoatiara fazem curso de sabonete artesanal

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

Reeducandos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), município a 176 quilômetros de distância de Manaus em linha em reta, aprenderam a produzir o produto, por meio do “Projeto Mãos Livres”.

O projeto é realizado pela Umanizzare Gestão Prisional Privada, em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), e prevê o ensino profissionalizante da população carcerária do Amazonas, por meio de cursos que realizam um trabalho terapêutico e social, ao mesmo tempo, que possibilitam acesso dos reeducandos ao empreendedorismo, plano de negócios, proposta de valores, marketing e análise de mercado, preparando-os para quando forem postos em liberdade.

Inicialmente o curso começou com sete internos matriculados para a capacitação e produção de sabonetes em formatos diferenciados. De acordo com a gerente técnica da UPI, Maria Domingas Printes, os sabonetes são itens fundamentais para a higiene pessoal e não podem faltar no dia a dia dos internos.

O curso foi ministrado pela psicóloga da Umanizzare, Patrícia Mendes. Ela enfatiza a importância dos custodiados aprenderem habilidades novas para serem inseridas no cotidiano, como forma de ter perspectivas de futuro em parceria com seus familiares, longe do crime e de atividades ilícitas.

“Estes cursos são desenvolvidos especialmente para eles, que precisam aproveitar o período de cumprimento da pena para se qualificarem profissionalmente e, futuramente, encontrar com mais facilidade um meio de sustentar a família trabalhando licitamente”, informa a psicóloga.

O reeducando, Valdomiro Rego, já está com o pensamento voltado para o empreendedorismo e já imagina comercializar esses sabonetes para alguma empresa. “Podemos também fazer parceria com os hotéis da cidade e assim ajudar no sustento de nossas famílias”, planeja.

Publique um comentário