Notícias

Ano letivo tem início nos presídios femininos do AM

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

                               Aulas serão ministradas pela Escola de Administração Penitenciária (Esap), em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e a empresa Umanizzare Gestão Prisional.

 

O ano letivo para as internas do Centro de Detenção Provisório Feminino (CDPF) começa nesta terça-feira (27). Aproximadamente 50  reeducandas estão matriculadas para cursar o ensino médio e ensino fundamental, nos turnos da manhã e a tarde .  As aulas seguem o cronograma de atividades da Seduc, junto com a Seap, Esap e a Umanizzare Gestão Prisional.

Professores da Escola Estadual Giovani Figlioulo serão os responsáveis pelo ensino médio regular, de acordo com a diretora do CDPF, tenente da Polícia Militar, Socorro Freitas. Segundo ela, o ano letivo é a oportunidade para que as apenadas possam se reintegrar socialmente por meio de aulas de nivelamento na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Para participar do ano letivo, o interesse deve partir da reeducanda, que deve apresentar documentação pessoal para se matricular – RG, CPF e histórico escolar.

Para uma das internas que atualmente cursa o ensino médio na CDPF, estudar é um privilégio. “Temos essa oportunidade de continuar nossos estudos e, muitas de nós, de voltar a estudar. Além disso, o estudo nos dá a oportunidade de fazer diferente quando sairmos daqui,  com outra visão de mundo,  outros pensamentos”, explica a reeducanda, que prefere não se identificar.

A reeducanda destaca a importância de ter uma segunda chance. “Aqui eu tenho essa oportunidade e estou aproveitando de verdade. Hoje eu vejo a escola de uma forma diferente do que eu via lá fora, devido a isso, quando eu entro na sala de aula eu tenho um objetivo, que é aprender”.

Educação para todos – Além dos presídios femininos, as aulas também já começaram na Unidade Prisional do Puraquequara  (UPP),  Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI)  e no regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj Fechado) e, até a primeira quinzena de março, deve iniciar nos demais presídios.

matutino e vespertino

Publique um comentário