Humanizar

Reeducandas do CDPF aprendem a customizar sandálias

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e Umanizzare Gestão Prisional realizaram, no Centro de Detenção Provisório Feminino (CPDF), o Curso de Customização de Sandálias. No período de 16 a 31 de agosto, dez internas matriculadas tiveram aulas práticas de técnicas de customização de sandálias, bem como tingimento de pérolas, trama de flores, trama centopeia, trançado de contas, costura de trama, amarração de pedrarias, entre outros.

No Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), em Manaus, são postas em prática vários projetos de qualificação e recuperação da auto-estima de centenas de reeducandas. A meta é a ressocialização por meio do empreendedorismo. A cooperação entre a Seap e Umanizzare vem qualificando profissionalmente e abrindo as portas do mercado para empreendedoras vocacionadas para diversas áreas, entre as quais o artesanato.

“Os cursos são ministrados para devolver a autoestima muitas vezes perdida com a privação da liberdade, ajudar também da redução da pena pelo trabalho, como prevê a Lei de Execução penal, e serve para abrir as portas do empreendedorismo para essas mulheres. A autonomia econômica é essencial nesse processo de ressocialização e, com esses cursos, vamos identificando as vocações e prestando uma espécie de assessoria empresarial”, comenta Sharyde Karoline, coordenadora técnica da Umanizzare.

site

Publique um comentário