Humanizar

Umanizzare promove inclusão social em Corrida de Manacapuru

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

A tradicional Corrida de Rua de Manacapuru, realizada domingo (11), foi marcada por um emocionante encontro de gerações, pela inclusão e pela solidariedade. Adultos, jovens, crianças, mulheres, idosos, pessoas portadoras de necessidades especiais e seus familiares percorreram os 7 km da prova e demonstraram que é possível superar limites quando há oportunidades. Nesta quarta edição, mais de 800 atletas de quatro categorias se inscreveram, entre cadeirantes, fardados, pelotão masculino e feminino.

Com largada e chegada no Parque do Ingá, a corrida – realizada pelo 9º Batalhão da Polícia Militar com apoio da Umanizzare Gestão Prisional – teve início pontualmente às 7h e premiou os atletas com medalhas de honra e valores que iam de R$ 600 a R$ 200 (do primeiro ao quinto lugar) e de R$ 500 a R$ 200 (para cadeirantes, até o terceiro lugar). No entanto, mais que uma competição, o que se viu nas ruas de Manacapuru foi uma manifestação de paz, de força de vontade e de superação.

A Umanizzare Gestão Prisional disponibilizou profissionais de sua equipe técnica – médicos, educadores físicos, enfermeiros – para prestarem atendimento aos atletas no dia da corrida. Servidores da empresa também participaram da corrida, como Renato de Jesus, agente de socialização do Complexo Penitenciário Anísio Jobim. Ele realçou a importância de iniciativas como esta para melhoria da qualidade de vida e por possibilitar a convivência com pessoas de outras faixas etárias e portadoras de necessidades especiais.

“Este tipo de ação que a Umanizzare promove proporciona um outro padrão de vida, mais saudável e disciplinar. Espero ter mais oportunidades de participar de ações sociais desta natureza”, afirmou Renato. Diretamente envolvido na organização da corrida – da qual é entusiasta –, o Gerente Operacional Corporativo da Umanizzare, Rodrigo Geoffrey, comemorou os resultados. “Nossa equipe demonstrou força e união. Pude presenciar o esforço de cada colaborador em cada passo, em cada gota de suor, na vontade de vencer, em cada suspiro, mas principalmente a união através de cada sorriso”, destacou.

O enfermeiro do Compaj, Robson Costa Pessoa – que participou da prova – também aprovou a iniciativa. Segundo ele, a Umanizzare acerta ao integrar-se a este tipo de iniciativa. “No meu caso, além de uma boa saúde, realça o espírito de corpo, de liderança na empresa. É uma iniciativa importante esta de jogar para o público externo reconhecer o trabalho realizado pela Umanizzare dentro do sistema e que agora vai para toda a sociedade”.

O coordenador técnico regional, Valter Sales Pinto, expressou seu entusiasmo com a corrida. “E posso falar com propriedade, mesmo como observador, da grandiosidade desta corrida. Fica na memória o entusiasmo de nossos colaboradores, a força de cada um, o cansaço após o término e a satisfação em finalizar a prova. Demonstração de que o mais importante não é a vitória e sim a participação. Patrocinar um evento como este vai muito além do que se espera. Tem um sentido maior. Isso tudo é expressado através de gestos. Gestos generosos. Deixo aqui minha maior expressão de agradecimentos”, declarou.

Organizador da corrida Paulo Coelho, também manifestou seu contentamento com a parceria com a Umanizzare. “Só tenho a agradecer o apoio da Umanizzare e a todos os elogios de vocês e de todos que participaram”. Paulo Coelho se esforçou para assegurar a participação de diversas crianças portadoras de necessidades especiais. “Eu tive a oportunidade de conseguir um ônibus e trazer as 23 crianças com várias necessidades especiais para a corrida de Manacapuru  e também proporcionar um passeio ao balneário e à Pousada Cirandeira Bela, que também era um dos patrocinadores”, disse.

 

Publique um comentário