Notícias

Cursos profissionalizantes incentivam reeducandos do IPAT

Compartilhe no Google+ Compartilhe no Pinterest Compartilhe no LinkedIn Compartilhe no Tumblr

Ressocializar e Reinserir. Esses são os objetivos da Umanizzare com os reeducandos no mercado de trabalho. Para isso, oferece, em suas unidades, cursos profissionalizantes, que fazem parte do Projeto Núcleo de Aprendizado Profissional (NAP). O último curso realizado foi o de manutenção de ar condicionado, no Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT), em Manaus, com qualificação finalizada em maio.

Com 15 formandos, o curso foi ministrado pelo instrutor Gianfranco Alves, que ressalta a importância de, no contexto prisional, explorar a capacidade dos reeducandos de se desenvolverem. “É necessário entender as dificuldades e limitação de cada um para ensinar o ofício. É preciso incentivo, mostrando que o curso é uma ponte de entrada para as infinitas possibilidades que o reeducando tem e deve buscar”.

Gianfranco lista, também, o conjunto de benefícios que o projeto traz para a vida dos internos. “O conhecimento em áreas específicas, valorização da própria capacidade, tranquilidade para a família por estar buscando meios de inserção no trabalho, pró-análises curriculares exigidas pelo mercado, e claro, a remição de pena, funcionam como força motriz para que os reeducandos persistam nos cursos”.

Um dos formandos, o reeducando do IPAT Leandro Pereira, afirma que ter noção do funcionamento e das novidades do mercado de trabalho é um grande incentivo. “Além da remição de pena, o projeto nos motiva a aprender cada vez mais”. Leandro conta, ainda, sobre o que mais gostou no curso. “As aulas práticas, devido à qualidade dos materiais e ferramentas disponíveis, são as mais interessantes. Gosto também da forma como a técnica é ensinada, misturando a teoria educacional com temas nas áreas de física, matemática e legislação trabalhista”, declara.

O instrutor reitera que este projeto se torna cada vez mais atrativo entre os reeducandos. “Os cursos são muito bem aceitos, dado que eles conhecem a exigência do mercado, e sabem que são necessárias várias etapas de estudo e aulas práticas. Tudo que é disponibilizado ao interno, inclusive os materiais, incitam o interesse em aprender uma profissão e até de se tornar um empreendedor”, afirma.

Sobre o Núcleo de Aprendizado Profissional

Idealizado pela Umanizzare Gestão Prisional, o Núcleo de Aprendizado Profissional (NAP) cria um espaço adequado para a realização de cursos profissionalizantes, treinamentos, capacitações, palestras, entre outros para os reeducandos. Uma atmosfera acolhedora, estruturada e organizada é criada para favorecer o processo de motivação, permanência e aprendizagem, sempre com foco na ressocialização, inserção e/ou reinserção dos reeducandos no mercado de trabalho. No IPAT, por exemplo, além do curso de manutenção de ar condicionado finalizado neste ano, já foram realizados cursos de instalações hidráulicas, em março de 2016, e de eletricista predial, em julho do referido ano.

Publique um comentário