Archive

Abril 2017

Browsing

Em março, o Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) iniciou nova etapa do projeto Lisbela. Desde então, a turma de 15 internas/alunas aprendem na prática sobre corte de cabelos, escovas e visagismo feminino e masculino. O trabalho, promovido pela administração da Umanizzare Gestão Prisional, visa auxiliar no processo de reinserção social das reeducandas, proporcionando a elas a possibilidade de aprender uma profissão.

Além disso, o Lisbela também ajuda na socialização entre as internas dentro da unidade, pois promove um ambiente descontraído e harmonioso, onde elas podem aprender e ao mesmo tempo cuidar da aparência, melhorando ainda a autoestima das mesmas.5

 

A Páscoa não passou em branco para os reeducandos da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP). Na quinta-feira (13), os internos foram convidados a refletir sobre o verdadeiro significado da data: a renovação. Assim, eles puderam alimentar a esperança em uma vida nova a partir do renascimento e ressureição de Cristo. A ação, apoiada pelo diretor da casa, Mariano de Sousa, ficou mais doce com a distribuição de chocolates ao final do evento.

O coelhinho também passou na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG) em Araguaína, onde, na quarta-feira (12) e na quinta-feira (13), os filhos dos internos ganharam ovos de Páscoa e outros brinquedos durante a visita social. A comemoração ficou completa com apresentações de músicas características da data. Realizada em parceria com a Escola Estadual Sonhos de Liberdade, a ação também contou com o auxílio da psicóloga Ana Carolina de Freitas, da assistente social Celina Araújo e da monitora de projetos Maria Elenice França.

1
Celebração de Páscoa na Casa de Prisão Provisória de Palmas – CPPP

CPPP, UTPBG e outras unidades administradas pela Umanizzare Gestão Prisional recebem, periodicamente, projetos que visam proporcionar aos detentos e seus familiares momentos de lazer, conhecimento e reflexão, o que, consequentemente, auxilia no convívio mais harmonioso entre eles e na reinserção social. Pode-se citar como exemplo os projetos de cinematerapia, reinserção pela leitura, comemorações ao Dia Mundial da Oração, Ativida, palestras sobre saúde física e mental, entre outras atividades.

 

 

 

 

1
Páscoa na UTPBG

4

A Umanizzare Gestão Prisional participou como expositor na 11ª edição da LAAD Defence and Security, maior feira de defesa e segurança da América Latina, que aconteceu entre os dias 4 e 7 de abril no Rio de Janeiro. Na ocasião, a empresa teve a oportunidade de esclarecer para a sociedade e pessoas da área o modo como trabalha e a importância de seus serviços no sistema prisional.

Sempre baseados nos valores da ética, humanização, bem-estar e comprometimento com o respeito humano e profissional, os projetos da Umanizzare nas unidades que gere chamaram a atenção do público e participantes do evento, como por exemplo da presidente nacional da Cruz Vermelha, Rosely Sampaio, que mencionou o interesse em formar parcerias com a gestora.

Realizada bienalmente, a LAAD reúne empresas nacionais e internacionais especializadas em equipamentos para as Forças Armadas, serviços de segurança, além de diversos consultores do ramo. A edição deste ano atraiu mais de 37 mil visitantes e contou com a presença de cerca de 450 expositores e autoridades de segurança pública. Entre elas estavam o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás (SSPAP), Ricardo Balestreri, que ministrou uma palestra sobre a importância das forças de segurança pública e do uso progressivo e proporcional da força, e o ex-secretário de segurança pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, que explicou sobre a mitigação de riscos na área.

Além da troca de experiências, os participantes da feira também puderam conferir os lançamentos tecnológicos da área como o novo veículo aéreo não tripulado da FT Sistemas, munições e equipamentos de transporte de armas da Blue Force Gear, equipamentos de iluminação para resgates e salvamentos da Duveet, entre outras exposições e cursos, como o de Krav Maga, oferecido pela Federação Sul Americana de Krav Maga (FSAKM) para militares e seguranças.

IMG_1311
Presidente Nacional da Cruz Vermelha, Rosely Sampaio, em visita ao estande Umanizzare.

Reeducandos participantes do projeto Remição pela Leitura, da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG), em Araguaína, realizaram as provas escritas e orais sobre os livros lidos entre os dias 28 de março e 3 de abril. As avaliações continham dez questões e mais 15 minutos para que o interno relatasse o conteúdo da leitura. A atividade foi acompanhada pelo educador físico Marcos da Graça e pela estagiária em Pedagogia Jhislayne Milhomem.

A dedicação relevada nos resultados das provas e o desejo dos internos em continuar no projeto mostram que a Remição pela Leitura é um sucesso. Além de diminuir o tempo da pena, a ação aprimora a leitura, agrega conhecimento, apresenta novas culturas e ainda auxilia na reintegração social.

Reeducandos da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) e suas esposas participaram de atividades educativas sobre planejamento familiar, na quarta-feira, 29 de março. O projeto, que acontece mensalmente, objetiva conscientizar os participantes sobre a importância do assunto e os métodos contraceptivos mais comuns. Além disso, também informa sobre a prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s).

A ação é uma entre as várias promovidas periodicamente pela Umanizzare Gestão Prisional visando orientar os internos e seus familiares sobre hábitos saudáveis e prevenções de doenças físicas e mentais, sempre com o acompanhamento de profissionais qualificados.

 

Familiares e reeducandos do pavilhão A da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) participaram de uma comemoração de Páscoa no sábado (15). Com apoio da Associação Dom Jorge e da Prelazia de Itacoatiara, os internos tiveram a oportunidade de se confessarem com o padre Alejandro Mares e refletir sobre o significado da data com a oração realizada por este. Os participantes também puderam apreciar os painéis das 12 Vias Sacras e receberam lanches.

No domingo de Páscoa (16), a celebração foi realizada para os detentos do pavilhão B. Os responsáveis pela ação do dia foram os religiosos da Igreja Deus é Amor. A comemoração ficou completa com a distribuição de guloseimas e as crianças ainda tiveram um espaço para brincadeiras. Assim como a UPI, diversas unidades administradas pela Umanizzare Gestão Prisional receberam comemorações de Páscoa, além de outros projetos periódicos que levam os reeducandos à reflexão e espiritualidade.

DSC05437 (Copy)DSC05375 (Copy)

 

Mais de quinze reeducandos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) realizaram a avaliação do projeto Remição pela leitura entre os dias 29 e 31 de março. Os resultados revelaram a melhora na dicção, interpretação e até mesmo na postura dos internos. Recomendado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e previsto na Lei de Execução Penal (LEP), o projeto visa diminuir a pena dos internos participantes através da leitura de obras.

Além disso, o conhecimento adquirido e a reflexão proporcionada pelos materiais lidos fazem do Remição pela leitura um sucesso. O coordenador pedagógico da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), Diego Torres, ressalta ainda a importância da ação da reintegração social, “a Remição pela leitura é de suma importância na vida e na reintegração com a sociedade, pois a leitura e os livros trazem a grande vontade de cada um em poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado”, fala.

A secretária de educação, Nazaré Ferreira, completa sobre o poder que o projeto também tem na auto-estima dos reeducandos, “A leitura que eles fazem tem um contexto que muitas das vezes têm a ver com eles. Percebi que os mesmos gostam do projeto, pois os ajuda na sua autoestima, no seu processo de aprendizagem, raciocínio e até na sua desenvoltura de falar em público e expor suas emoções”, explica.

 

 

Profissionais da Umanizzare, responsáveis pela execução do projeto, afirmam que as ações têm despertado interesse das crianças pela arte. Intuito é amenizar o impacto das mesmas no ambiente prisional.

A Umanizzare Gestão Prisional promoveu, na manhã de sexta-feira, 31 de março, mais uma edição do projeto O Pequenino na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG). O assistente social da Umanizzare, Marcos Antônio Ferreira, juntamente a estagiária de psicologia Yara Borges prestaram atendimento às crianças filhas dos reeducandos da unidade.

Foram desenvolvidas com os pequenos, artes como pintura, e brincadeiras divertidas com bolas e balões. A equipe de assistência da gestora tem percebido resultados positivos com o projeto na UTPBG, pois, além de despertar nas crianças o interesse pelo desenho e pintura, nutre um clima mais lúdico e apropriado, amenizando a vivência no ambiente prisional.