Archive

Março 2017

Browsing

A Umanizzare Gestão Prisional promove mais um projeto visando a ressocialização dos internos da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG). Idealizado pela Umanizzare e Secretaria de Cidadania e Justiça do Estado do Tocantins, o projeto Mãos Livres proporciona aos internos integração com a arte através da prática da pintura.

Além de promover melhoria da qualidade de vida, a atividade cultural incentiva o desenvolvimento de habilidades, a coordenação motora e a socialização entre os reeducandos. O projeto também é um resgate de autoestima, que estimula a criatividade e talento dos detentos participantes.

A atividade foi monitorada pelo diretor da UTPBG, elaborado pela gerente técnica da Umanizzare Maria José Costa, e executado pela coordenadora de projetos da UTPBG, Mônica Ferreira. O Mãos Livres será iniciado com os reeducandos do pavilhão A da unidade, e, para viabilizar o seu início, contou com doação de materiais necessários do presidente do curso de Direitos Humanos de Araguaína, Ozires Moura. A manutenção do projeto, por sua vez, será financiada pelas obras vendidas.

A Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG) recebeu, no último dia 23 de fevereiro, palestra com o tema alcoolismo, direcionada pelo psicólogo da unidade, Carlos José Pereira, e auxiliado pelo assistente social Marcos Antônio Ferreira e a estagiária Yara Borges.

A atividade foi iniciada com oração ministrada por Marcos. Em seguida, a exposição trouxe informações que alertam para os males que se instalam com o abuso do álcool, gerando reflexão acerca da dependência e isolamento que tornam o convívio pessoal, familiar e profissional inviáveis.

O psicólogo explicou aos reeducandos da UTPBG que o álcool é o efeito e não a causa das fragilidades, focando a terapia na interioridade. O consumo patológico, segundo ele, é uma busca de soluções pela via do corpo, quando, na realidade, os problemas são emocionais. Os internos demonstraram muito interesse na palestra, participando com perguntas, contribuições e identificações em relação aos sintomas que foram apresentados durante a fala.

 

Entre os dias 10 e 23 de fevereiro, reeducandas e funcionárias do Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) tiveram a oportunidade de realizar diversos exames com a Carreta da Mulher, projeto da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus com apoio da Umanizzare e da Secretaria de Administração Penitenciária – SEAP. Foram feitos mais de 600 exames, como mamografia, diversos tipos de ultrassonografia e papanicolau.

Um dos objetivos da Carreta da Mulher é levar assistência médica a mulheres encarceradas. Preocupada com a saúde das internas das unidades que gere, a Umanizzare também promove periodicamente ações voltadas para prevenção de doenças e orientações sobre hábitos que ajudam a manter a saúde em dia, sempre com a presença de profissionais habilitados da área.

Os reeducandos do Núcleo de Custódia e Casa de Prisão Provisória (NCCPP) de Palmas participaram do projeto Espaço Terapêutico na quinta-feira (23). A psicóloga Alline Saraiva buscou gerar reflexões nos internos sobre suas vivências, além de criar um vínculo de qualidade visando a existência de uma rede de apoio e compartilhamento. A conversa é adequada ao contexto social e cotidiano dos participantes, proporcionando um momento de desabafo sobre os problemas e preocupações de cada um.

Preocupada com a saúde não só física, mas também mental dos detentos de suas unidades, a Umanizzare promove o Espaço Terapêutico visando o autoconhecimento e melhor convivência entre os internos, sempre com o acompanhamento de profissionais especializados. Com apoio do diretor da unidade Mariano de Sousa, do chefe de segurança Antônio da Silva e pelo gerente operacional Antônio Vicente, a proposta dentro da NCCPP é trabalhar mensalmente com o grupo para que, assim, os progressos possam ser contínuos e os resultados avaliados.

O projeto O Pequenino, desenvolvido pela Umanizzare, proporcionou um dia de diversão para os filhos de reeducandos da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG). O assistente social Marcos Antônio Ferreira e a estagiária de psicologia Yara Gama Borges desenvolveram diversas atividades como pinturas de desenhos, brincadeiras de balões, jogos de montagens, entre outras.

Tradicionalmente realizado em dias de visitas, O Pequenino visa tornar mais agradável para as crianças a espera pelas mães durante a revista de alimentos. Os cenários lúdicos, além do acompanhamento de monitores criam um ambiente menos conflituoso para os filhos e familiares dos internos.